A importância de saber a Idade Gestacional no acompanhamento pré-natal.


A Idade Gestacional (tempo de gestação ou quanto tempo está grávida) é de suma importância no acompanhamento pré-natal, pois o médico que realiza o acompanhamento da gestante necessita saber com a maior precisão possível qual é de fato a Idade gestacional. Também, o profissional médico que atende a gestante no hospital ou em outro serviço de saúde carece desta informação. Deve-se salientar que em geral temos muitos casos onde este dado não é confiável levando-se em conta somente a Data da Última Menstruação, por nós médicos conhecido como DUM. Não é infrequente que a paciente não tenha certeza ou não saiba sua DUM, e em outras vezes nós temos casos que mesmo que a gestante informe com bastante convicção sua DUM, a mesma não confira com os exames de ecografia. Dando como exemplo baseado em minha experiência profissional, não é incomum pacientes informando corretamente sua última menstruação e a ecografia apresentar um resultado conflitante com a mesma. Outra questão que causa muita confusão entre os pacientes, e até mesmo entre médico e paciente, é a forma de expressar a Idade Gestacional. Os pacientes têm o hábito de contar em meses, e a medicina conta em semanas gestacionais, que na realidade é muito mais preciso. Basta pensar que cada semana tem sete dias, e cada mês tem 30 dias, gerando uma defasagem de contagem. Por exemplo, uma paciente com 4 meses pode estar com uma gestação entre 16ª e 19ª semanas, e assim por diante. Outro dado relevante, é que todas as tabelas médicas, e todos os critérios de decisão quanto a diagnósticos, condutas e intervenções em uma gestante são descritas nos livros de obstetrícia em semanas. Por este fato, eu sugiro que cada vez mais médicos e pacientes consigam um bom entendimento sobre Idade Gestacional contada em semanas gestacionais, até pela sua maior precisão. Neste artigo, também quero salientar, principalmente, que os exames de ecografia realizados entre a 6ª e 12ª semanas de gestação são mais precisos na avaliação de Idade Gestacional, pois neste período da gravidez a margem de erro em um exame de ecografia bem realizado é de somente meia semana de gestação para mais ou para menos. Explicando melhor, uma taxa de variação pequena, levando-se em conta que meia semana são somente 3 ou 4 dias. Já, após a 12ª semana a taxa de variação sobe para mais ou menos uma semana, e após a 20ª semana sobe para mais ou menos 2 semanas e finalizando depois de 32 semanas a variação é de mais ou menos três semanas. Isso nos leva a concluir que para conhecer bem a Idade gestacional, uma ecografia realizada no início da gestação já nos dá uma previsão da Idade Gestacional muito próxima da realidade. Após isso, podemos acertar com precisão ou não a Idade gestacional, mas a taxa de variação cresce com tempo de gestação, e isso se explica porque o crescimento dos fetos vai se diferenciando com o passar do tempo. Para esclarecer melhor, podemos ter, ao nascimento, dois bebês exatamente da mesma idade, mas um grande e bem gordinho e outro pequeno e magro. Como a Idade gestacional é calculada pelas medidas do embrião ou feto, e estes vão começar a ter diferenças de crescimento durante a gestação, é de se concluir que quanto mais tarde realizado o exame de ecografia, maiores são as chances de examinarmos fetos com diferenças de crescimento. Por isso eu indico em uma gestação normal, uma ecografia antes de 12 semanas pelo menos, uma entre 11 e 13 semanas para verificação da Translucência nucal, um exame Morfológico fetal entre 20 e 26 semanas e um exame após 32 semanas de gestação e, conforme as necessidades que o seu Médico verificar podem ser feitos mais exames. Lembre-se sempre que seu Médico é quem determina o seu tratamento e a condução do seu Pré-natal.   Artigo de responsabilidade de:  Dr. Sergio Silveira da Silva CREMERS 15913